top of page
  • Foto do escritorRenato Ilha

Conferência vai reunir representantes de governos e sociedade civil

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), uma das cinco comissões econômicas da Organização das Nações Unidas (ONU), sediada no Chile, vai receber, de 13 a 15 de dezembro, a Quinta Conferência Regional Intergovernamental sobre Envelhecimento e Direitos do Idoso na América Latina e no Caribe. O evento ocorrerá de forma híbrida (presencial e virtual), quando o governo chileno assumirá a presidência da Conferência, que desde 2017 é exercida pelo Paraguai.


A expectativa é reunir representantes de governos, instituições internacionais, organizações do setor privado, academia e sociedade civil para identificar as conquistas e desafios sinalizados pelo Plano de Ação Internacional resultante da II Assembléia Mundial do Envelhecimento, realizada de 8 a 12 de abril de 2002, em Madri/Espanha, promovida pela ONU.


Na ocasião, a CEPAL apresentará o relatório regional sobre a implementação e avaliação do Plano de Ação Internacional de Madri sobre o Envelhecimento, assim como os países poderão expor relatórios nacionais. A reunião servirá de marco para quarta revisão e avaliação do Plano de Ação Internacional, que ocorrerá globalmente em 2023, no âmbito de 61ª sessão da Comissão de Desenvolvimento Social das Nações Unidas.


A CEPAL


A CEPAL foi criada em 1948 pelo Conselho de Desenvolvimento Social das Nações Unidas com o objetivo de incentivar a cooperação econômica entre seus membros, sendo integrada por 46 estados e oito territórios não independentes. Além dos píses da América Latina e do Caribe, fazem parte da CEPAL o Canadá, França, Japão, Noruega, Paises Baixos, Portugal, Reino Unido, Turquia, Itália e Estados Unidos.


No presente, a Secretaria Executiva da Cepal é exercida de forma interina por Mario Cimoli, atual Secretário-Executivo Adjunto da Comissão, que sucede a economista mexicana Alícia Bárcena, desde abril de 2022. Alicia Bárcena assumiu o cargo de representante da CEPAL em 1º de julho de 2008. Foi nomeada para esse cargo pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, tornando-se a primeira mulher a exercê-lo.


Nessa função, liderou o trabalho da Comissão como centro de excelência e de pesquisa aplicada às políticas públicas sobre o desenvolvimento sustentável, fórum de diálogo regional intergovernamental e multissetorial sobre o desenvolvimento sustentável e provedor de cooperação técnica aos países.


PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA


Uma delegação integrada por representantes da sociedade civil brasileira partirá de Porto Alegre/RS, no dia 10 de dezembro, para participar da 5ª Conferência Regional Intergovernamental sobre o Envelhecimento e Direitos Humanos das Pessoas Idosas na América Latina e no Caribe, que será realizada entre os dias 13 a 15 de dezembro de 2022, na sede da CEPAL, em Santiago do Chile.


Renato Ilha, jornalista (Fenaj 10.300)


5 visualizações

Commenti


bottom of page